Curso Dança Contemporânea Jan. Mar. 2019 – Esgotado

Caso queira reservar o seu lugar para o próximo, contactar para formacaodanca@gmail.com

https://observalentamente.com/curso-danca-contemporanea-2019/

Que recursos  temos no nosso corpo que possam ser desenvolvidos, que ferramentas podemos adquiir e incorporar ?

Neste curso pretendo observar e ajudar a desenvolver os recursos que cada um trás consigo e também criar alguns exercícios que abordem materiais como;  o peso do corpo, a respiração, o fluxo, o trabalho no chão, o contacto, o desenvolvimento do sentir, a intenção do movimento, a observação e a consciência do corpo e do movimento; para  que sirvam como ferramentas a incorporar para a prática da Dança.

Irei procurar trabalhar, com  cada pessoa individualmente e em grupo, de forma a que cada um desenvolva a sua expressão  e estética através da Dança, num trabalho focado, consciente e de desenvolvimento artístico e pessoal por forma a que cada um possa ficar com estes materiais incorporados como experiência pontual ou para dar continuidade a uma prática de dança regular.

Destinatários

Adultos que tenham interesse em Dança Contemporânea

Datas

12 , 26 Janeiro

9 , 23  Fevereiro

9, 23 Março

Horário

das 12h ás 14h

 Local

Estúdio ACCCA,R. dos Caetanos, nº26, 1ºposterior, Bairro Alto, Lisboa

Valor

€90,00  ( também poderá ser pago em 3x €30,00, com o compromisso de pagamento até ao dia 4 de cada mês correspondente ).

Inscrições ( inscrições até 4 de Janeiro)

formacaodanca@gmail.com | 919657249

O corpo e o tempo | Jornal de Letras | Outubro 2013

“Esta série de espetáculos abre uma nova perspectiva acerca do corpo, da vida e do envelhecimento e coloca o espetador num universo de uma beleza particular e arrebatadora. O confronto real com a passagem do tempo exposto no corpo e através do corpo esbate a fronteira entre a matéria física e aquilo que não se vê, mas que se sente e se percepciona. […] Espetáculos de uma beleza‘diferente’ e de uma riqueza humana única.” Sofia Soromenho, Jornal de Letras, 2 de Outubro 2013

En Dialogue avec l’Autre | Tageblatt | Julho de 2007

” Subtiles et extravagants, somptueux, et sauvages, les mouvements sondent le mystère insoluble du corps, du vivant”

Edinburgh Festival Fringe 2005 | Ballet Dance Magazine | Agosto de 2005

“Sofia Silva’s “Branco” simply oozed class, choreographically, from the technical and interpretational abilities of dancers, Sofía Soromento, Susana Nunes, and Tiago Madeiros. In three sections to music by Boozoo Bajou, Peter Gabriel and Tomás Gubitsch, each was with its own mood and movement vocabulary. The work opens with the three dancers, each in their own circle of light (a recurring theme throughout the afternoon); sometimes they move slowly, sometimes suddenly, and jarringly. Think of having a bad dream from which you can’t escape.

Later the dancers come together. Silva always keeping us interested with the way she changes the partnerships, the dancers often working as a pair and one alone, the loud ticking, clock-like sound of the music driving the dance ever forward. The middle section shows another side to her choreography, very physical with lots of running, lifting and partnering. Again, Silva always keeps us interested; you never know what is coming next. Finally, the dancers return to their own circles — back to the dreams still pounding away in their heads, the movement becoming ever more frenetic as if they still can’t make things go away before coming to stillness.”EDIT