Veralipsi (2010)

Veralipsi

Neste projecto irei trabalhar numa perspectiva de procurar a singularidade de um movimento que parte sobretudo da minha fisicalidade e das minhas motivações artísticas. Assim este é um projecto que reflecte sobre “Si”. “Si” é a consciência de si próprio segundo Damásio. Segundo José Gil : “A consciência de si transforma-se em universo de pequenas percepções tornando-se consciência do corpo.” (GIL, José, Movimento Total. O Corpo e a Dança, Relógio D’Água. Lisboa, 2001, p.164).Deste modo “Veralipsi” parte da consciência de “Si” e o seu campo de trabalho apoia-se numa investigação e reflexão sobre a esquizofrenia e a personalidade esquizóide. Estas são desafiantes à consciência de “Si”, e como tal poderão ajudar-me a compreender alguns pontos característicos e comuns às minhas preocupações e necessidades artísticas. Deste modo esta criação tem como objecto de estudo os seguintes tópicos:realidades paralelas, reais e surreais, na percepção do mundo, hipersensibilidade, afastamento social, atenção ao pormenor – microscópico, interstícios, sensações finas, coisas mínimas. Estes tópicos serão investigados através de uma reflexão de como o “Si”, com comportamentos ementes à margem, se insere e se dispersa na sociedade. Esta reflexão remete assim para o exercícioda imaginação e criação. É aqui que “Veralipsi”, nome de um alter-ego, nasce para substantivar este tema dando assim um carácter duplo ao trabalho. Nesse carácter duplo converge uma realidade autêntica e outra imaginária.

In this project, the objective is to find the uniqueness of “a” movement that comes out partially form my physicality and my artistic motivations. Thus, this is a project that reflects on “I”. Quoting Damásio, “I” is the consciousness of oneself. According to José Gil, “Self-consciousness becomes a universe of small perceptions, becoming aware of the body.” (GIL, José, Total Movement. The Body and Dance, Relógio D’Água. Lisbon, 2001, p.164). Thus “Veralipsi” is the consciousness of “I” and his field of work is based on the research and reflection on schizophrenia and schizoid personality.  These are challenges for the “I” conscience and as such may help me understand some specific points common to my concerns and artistic needs.This creation will be grounded on the following topics: parallel realities, real and surreal, the perception of the world, hypersensitivity, social withdrawal, Attention to detail – microscopic interstices. These topics will be explored through a discussion on how the “I”, with different behaviours aside, falls and dispersed in society. This discussion thus refers to the exercise of imagination and creation. It is here that “Veralipsi”, as an alter-ego name, is born to corroborate this issue giving a dual character to the work. This dual character converge an authentic and imaginary reality?

11,12 Janeiro 2010 – Instituto Franco Português, Lisboa, PT

Coreografia choreography:  Sofia Silva

Interpretação interpretation: Joana Ratão; Patrícia Cabral

Filmagem vídeo: Gonçalo Alexandre

Design Gráfico graphic design: Joana Prudêncio

Produção production: Projectos Artísticos

Produção Executiva executive production: Ana Rita Osório

Co-Produção co-production: Devir/ Capa (PT)