Observa Lentamente

Sofia Silva

Sofia Silva, é uma artista que se expressa e comunica através da linguagem da Dança Contemporânea, desenvolvendo o seu trabalho numa dicotomia entre “o seu corpo interno e externo”, reportando as suas visões e interpretações do mundo para um trabalho que se estende para uma estética plástica ao nível do corpo e do espaço. Nas suas criações coreográficas interessa-se por pesquisas transversais a outras áreas, como as artes plásticas, o cinema, a moda e a psicologia.

Iniciou a sua formação em Dança com Paula Careto e na Escola de Dança Rui Horta. Licenciou-se na Escola Superior de Dança de Lisboa. Frequentou workshops com: Clara Andermatt, João Fiadeiro, Paulo Ribeiro, Francisco Camacho, Bernardo Montet, Pedro Berdayes, Dieter Heitkamp, Tere O’Connor, Nigel Charnock, Ramon Oller, Javier de Frutos, Catherine Diverrés, Wolfgang Mass, Samuel Western, Donna Uchizono, Martha Moore, Wilson Domingues. Foi participante no “Danse Bassin Méditerranéen” em Lisboa. Frequentou o curso “ Sensibilização à Arte Moderna e Contemporânea” no Centro Cultural de Belém, o curso – Pensamneto Critico Contemporâneo – Estética e Politica organizado pela UNIPOP e o Curso de Introdução à História da Arte do Barroco ao sec. XX, no Ar.Co. Apresentou espectáculos em Portugal, Holanda, Espanha, Escócia, Luxemburgo e Palestina, incluindo 2001 Porto Capital Europeia da Cultura, 2007 Luxemburgo Capital Europeia da Cultura e Festivais. Destaca das suas criações : Imagens de Dentro (1994); Abismos Internos (1996); Sensações que ficam(1997); Proximidades(1997); Transformações Nocturnas(2000); Imaginário (2001); Raízes Cor de Rosa (2002); Um Novo Corpo (2003); Branco (2004); Inside (2005); Sobre o Amor (2006); Delicado (2007); I Can’t (2008); Veralipsi (2010); Mute (2010) – Criação para Galeria; Como podes ver o meu movimento se ele não é perceptível ao olhar (2011); A Cabra Bailarina (2012),Tempo do Corpo (2013, 2014,2015); Natural (2016); Solo e Dueto (2018) – Criação para a peça teatral Noir de Alexandre Lyra Leite ; Tríptico (2020) – Criação Transdisciplinar Música e Dança com Carlos Marecos.

She works in the field of Contemporary Dance in projects of the author. It seeks to develop a personal language, from a ” relationship” between “your  body internally and externally, ” making connections between perception, sensation and the “outside world “. Reporting their views and interpretations for a work that extends to an aesthetic plastic at the Body and Space. In their choreographic creations is interested in cross-sectional surveys to other areas, such as visual arts, philosophy, cinema, fashion and psychology.  She began her dance training with Paula Careto and in Rui Horta Dance School. Degree at Lisbon Superior Dance School. Conducted workshops with: Clara Andermatt, João Fiadeiro, Paulo Ribeiro, Francisco Camacho, Bernardo Montet, Pedror Berdayes, Dieter Heitkamp, Tere O’Connor, Nigel Charnock, Ramon Oller, Javier de Frutos, Catherine Diverrés, Wolfgang Mass., Samuel Western, Donna Uchizono, Martha Moore, Wilson Domingues. Was a participant in the “Danse Bassin Méditerranéen” in Lisbon. Attended course “Awareness of Modern and Contemporary Art” at the Centro Cultural de Belem, Contemporary Critical Thought / Aesthetics and Politics Course – organized by UNIPOP and Introdution to the History of Art at AR.CO. Presented shows in Portugal, Holland, Spain, Scotland, Luxembourg and Palestine, including OPorto 2001, European Capital of Culture, Luxembourg 2007, European Capital of Culture and Festivals.
Highlights your creations: Imagens de Dentro (1994); Abismos Internos (1996); Sensações que ficam(1997); Proximidades(1997); Transformações Nocturnas(2000); Imaginário (2001); Raízes Cor de Rosa (2002); Um Novo Corpo (2003); Branco (2004); Inside (2005); Sobre o Amor (2006); Delicado (2007); I Can’t (2008); Veralipsi (2010); Mute (2010); Como podes ver o meu movimento se ele não é perceptível ao olhar (2011); A Cabra Bailarina (2012) ; Tempo do Corpo (2013, 2014,2015) – Natural (2016) ; Solo for Noir ( 2018); Tríptico (2020).